19/05/20

A falta de chuvas colocou novamente o Brasil sob a perspectiva de uma crise hídrica. Com isso, abre-se a discussão de até que ponto a geração de energia convencional ainda é sustentável, já que com a estiagem o nível da água nos rios diminui consideravelmente e a produção de energia elétrica também. Paralelo a isso, a energia solar tem ganho ainda mais espaço e se mostrado uma solução viável para que ainda seja possível ter energia barata mesmo em tempos como esse.

 

De acordo com o Governo Federal, mais de 70% de toda a capacidade instalada no país tem origem em usinas hidrelétricas (são mais de 1,5 mil empreendimentos nesse sentido no Brasil). Essa dependência afeta significativamente o país quando os períodos de estiagem vêm. Porém, quem tem gerado energia solar já consegue ter um pouco mais de calma, já que a autogeração de energia por meio dos painéis solares fotovoltaicos estão em alta e já representam aproximadamente 1,2% da energia gerada no país.

 

 

Vantagens da energia solar fotovoltaica

 

O baixo volume de água nos rios que abastecem os reservatórios representa não só uma crise hídrica, mas também afeta consideravelmente a produção de energia elétrica. Neste cenário, investir em fontes de energia alternativas e que usem da tecnologia são essenciais para minimizar os impactos negativos desta situação. Dentre as vantagens que podem ser observadas em quem possui energia solar em sua residência, podemos citar algumas:

 

 

1) Energia limpa e renovável

 

As placas de captação da luz solar para geração de energia são uma fonte limpa e renovável disponível para todos. Como ela vem de uma fonte limpa, traz poucos impactos ambientais, não emite poluentes e têm se tornado uma opção com excelente custo-benefício para quem possui.

 

O Brasil possui condições climáticas excelentes para o aproveitamento da luz solar para geração de energia. Sabendo dessa capacidade energética, o governo já tem tomado medidas para melhorar o aproveitamento da luz solar e proporcionar as alternativas necessárias para abastecer o país.

 

 

2) Excelente custo-benefício

 

A tecnologia empregada nos últimos anos permitiu o barateamento da instalação do painel de energia solar em imóveis residenciais e comerciais. Com isso, o que antes era caro para ser instalado, agora proporciona ao proprietário mais economia já que a energia gerada é utilizada e todo o excedente é convertido em créditos com a distribuidora de energia da região.

 

 

>> Leia também: Mercado de Energia Solar Fotovoltaica prevê crescimento até 2030.

 

 

Energia solar frente à pandemia

 

Os especialistas afirmam que o atual cenário causado pela pandemia da COVID-19 tem mostrado a importância de pensarmos em novas estratégias que impactem menos o meio ambiente, e com isso as fontes alternativas de energia tem sido impactadas positivamente.

 

Segundo o diretor de economia verde da ONG ambiental WWF-Brasil, Alexandre Prado, em entrevista ao portal Ecoa, é o momento de olharmos com mais perspectiva para fontes alternativas, como a solar. “O que me parece é que estamos tendo a oportunidade de olhar para a energia. Todo um outro setor vinculado aos fósseis, como a solar e a eólica, que estavam sendo valorizadas, agora têm uma tendência de ampliação. Esses parecem ser bons cenários para trabalhar na pós-pandemia”, afirma.