27/04/20

O setor de energia fotovoltaica tem crescido de forma significativa nos últimos anos. Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), só no último ano o aumento de geração de energia solar foi de 44%. Devido a este crescimento, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) começou a acompanhar mais de perto as empresas que prestam o serviço no Estado.

 

O principal objetivo é melhorar a segurança e rastreabilidade dos trabalhos realizados, já que é necessário uma série de requisitos para que essas empresas possam atuar. Possuir registro no Crea-PR, conforme legislação vigente, e ter um profissional habilitado responsável pela empresa são os principais requisitos analisados.

 

Isso porque além de fazer a instalação dos painéis fotovoltaicos, é muito importante verificar se a estrutura do imóvel suporta a sobrecarga ou se será necessário algum tipo de sustentação. “Caso não seja verificado, há o risco de desabamento da estrutura do telhado”, explicam os especialistas do órgão.

 

Como será feita a fiscalização

 

As fiscalizações têm sido realizadas nos últimos três anos, e ao todo já foram quase 200 empresas fiscalizadas no Paraná. Somente em 2019 foram 76 fiscalizações, sendo que 61% das empresas apresentaram algum tipo de irregularidade. A falta de registro da empresa no Crea-PR e de um profissional qualificado são os principais problemas encontrados.

 

Segundo o Crea-PR, a fiscalização acontece de duas formas. A primeira ocorre por meio da identificação de empresas que executam atividades de projeto e instalação de energia fotovoltaica, além de denúncias, demandas ou anúncios em mídias diversas. A segunda possibilidade é a consulta no site da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para filtrar instalações autorizadas que possam ter alguma irregularidade que possa ser detectada remotamente.

 

Nos casos em que são identificadas irregularidades, inicia-se a abertura do relatório de fiscalização.

 

>> Tenha a Energia Solar 100% regularizada em seu imóvel. Saiba neste post o porquê você deve homologar seu sistema solar.

 

Economia e sustentabilidade

 

O principal motivo pelo qual o setor de energia fotovoltaica tem levado muitas pessoas a optarem por esta mudança é que, principalmente no longo prazo, há uma economia considerável com a autogeração de energia. Além disso, por ser uma energia limpa, é muito mais sustentável e benéfica para o meio ambiente.

 

Isso ocorre porque com a geração de energia pelas placas fotovoltaicas, há menos uso das hidrelétricas, que hoje são as principais responsáveis pela geração de energia no Brasil, mas que usam nossos recursos hídricos para poder fazer todo o processo. Quando há uma crise hídrica no país, como já ocorreu em anos anteriores, ter a energia solar como fonte cada vez mais presente e alternativa pode auxiliar quando isso acontece.

 

A Ponto Solar possui em sua equipe profissionais capacitados e é credenciada junto ao Crea-PR. Prezamos pela segurança de nossos projetos e queremos que você e sua família façam um melhor aproveitamento da energia fotovoltaica. Saiba mais sobre painel solar em nossa página principal.